terça-feira, 23 de agosto de 2016

América-MG: Matheusinho está dentro da normalidade de um atleta em estágio de formação no primeiro degrau da transição, que deve ser iniciado com os destaques da base, antes de completarem 20 anos.

Avacoelhada

Matheusinho está dentro da normalidade de um atleta em estágio de formação no primeiro degrau da transição, que deve ser iniciado com os destaques da base, antes de completarem 20 anos. O segundo degrau é a fase entre 20 e 23 anos. Mas não é porque o jogador foi promovido ao profissional que deve ter desempenho de profissional. Nos dois degraus da transição, o potencial de evolução é mais importante que o rendimento. O procedimento correto deve ser o lançamento gradual nos jogos programados, em vez de situações emergenciais. Preferencialmente jogar em times estruturados e com jogadores experientes para ser o suporte dos mais novos. Na equipe atual, falta esse meia diferenciado. Pablo corre o campo todo, porém, tem mais características de volante do que de armador. Diego, Loboa e Osman também são inexperientes em competições da primeira divisão.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1359967

domingo, 21 de agosto de 2016

América-MG: A reestruturação americana precisa começar com mudanças no departamento de futebol. Sidiclei Menezes, diretor, Luiz Kriwat, gerente, Cláudio Prates, analista de desempenho, são os principais funcionários envolvidos.

Avacoelhada

Apesar das 30 contratações feitas, com a intenção de reforçar a equipe em 2016, o América ainda não tem um time titular. Onze dos contratados foram liberados. Francisco Castro e Fabinho Alves foram noticiados pela imprensa, mas reprovados nos exames médicos. Cardoso está com problemas na documentação. Nixon será devolvido ao Flamengo devido ao limite de cinco jogadores vindos de clubes da Série A. Enderson Moreira, o terceiro treinador no Brasileirão, não encontrou a formação ideal. A reestruturação americana precisa começar com mudanças no departamento de futebol. Sidiclei Menezes, diretor, Luiz Kriwat, gerente, Cláudio Prates, analista de desempenho, são os principais funcionários envolvidos. A meta de desempenho de cada um deles deve ser reavaliada pelo conselho administrativo.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1359097

sábado, 20 de agosto de 2016

América-MG: Euler e Zé Ricardo são os titulares mais utilizados no meio-campo. Ambos já deveriam ter sido promovidos ao profissional.

Avacoelhada

O Coelhãozinho Sub-20 enfrenta o Araxá, às 15h, em Pará de Minas, pelo Hexagonal Mineiro. A manutenção do primeiro lugar dependerá de várias combinações, entre elas, a vitória e o resultado do jogo entre Villa Nova e Cruzeiro. Alex é o substituto do Jori. Felipinho, que já jogou de meia-atacante, voltou a jogar de lateral direito. Marlon e Gabriel formam a dupla de zaga. Diego e Michel perderam a titularidade da lateral esquerda para Matheus Souza. Euler e Zé Ricardo são os titulares mais utilizados no meio-campo. Ambos já deveriam ter sido promovidos ao profissional. Renan é opção de volante. Max, Matheus e Emiliano são os meias esquerdas. Max é bastante habilidoso, mas precisa manter o ritmo acelerado durante os 90 minutos. Leo Lucas é o camisa 10 promovido do sub-17. Na frente, faltam atacantes decisivos para aumentar a força ofensiva.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1358572

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

América-MG: Hélder e Pablo poderão formar uma eficiente dupla de defensores e apoiadores pelo lado direito, caso ambos acertem os cruzamentos, e, principalmente, Hélder seja mais combativo na marcação

Avacoelhada

Contra a Chapecoense, Hélder e Pablo poderão formar uma eficiente dupla de defensores e apoiadores pelo lado direito, caso ambos acertem os cruzamentos, e, principalmente, Hélder seja mais combativo na marcação. Gilson e Danilo deveriam formar a dupla pela esquerda. A utilização de dois laterais em cada lado deve ser mais produtiva do que um lateral e um meia-atacante mais recuado do que avançado. Todo meia que jogou pela beirada, com a função de recuar para marcar o adversário, rendeu menos do que poderia. Mas, com a contusão de Gilson e a suspensão do Danilo, as opções são Bruno Teles, que necessita acelerar o ritmo, e Xavier, que ainda não teve oportunidades na posição de origem, apesar das seguidas chances para Osman, mesmo sem ter produzido tanto. Matheusinho deve ter liberdade para jogar avançado pelo centro e pelas pontas.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1357883

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

América-MG: Muitos americanos incorporaram o espírito olímpico e compareceram aos locais das competições, inclusive fora de Belo Horizonte, com camisas e bandeiras do Coelhão.

Avacoelhada

A fidelidade da torcida americana foi bastante demonstrada nas Olimpíadas. Muitos americanos incorporaram o espírito olímpico e compareceram aos locais das competições, inclusive fora de Belo Horizonte, com camisas e bandeiras do Coelhão. As cores verde e preta prevaleceram e até de longe facilitaram a identificação visual. A maior presença de público americano foi no jogo da seleção brasileira feminina contra a Austrália, no Mineirão. Torcedores e jogadoras do América feminino se encontraram na arquibancada a fim de prestigiar e torcer pelo Brasil. Aliás, os mais de 120 mil presentes nos jogos realizados no Mineirão e no Maracanã comprovaram o crescimento e a viabilidade do futebol feminino. Encontro da Transparência do Conselho de Administração e sócios-torcedores Onda Verde, às 19h, na sede administrativa do América, no Boulevard Shopping.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1357449

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

América-MG: De acordo com Ronaldo Rex2, a saída dos contratados é mais aprovada pelos torcedores do que a chegada.

Avacoelhada

De acordo com Ronaldo Rex2, a saída dos contratados é mais aprovada pelos torcedores do que a chegada. Das contratações feitas para reforçar a equipe em 2016, Adalberto, Artur, Borges, Cesinha, Eduardo, Maranhão, Rafael Bastos, Romário, Tiago Luis, Victor Rangel e William Barbio pouco acrescentaram e já foram liberados. Alan Mineiro deverá ser o próximo. Anderson Rezende e Flávio Azevedo pensam que a prioridade deve ser o aproveitamento dos pratas da casa, mesclados com poucos jogadores experientes. Segundo Tostão, apesar dos técnicos competentes e dos analistas de desempenho, os clubes costumam contratar muito e mal. Contratam dezenas de jogadores medianos, em vez de contratar menos e bons. Cardoso, Eder Lima, Nilson e, talvez, Fabinho Alves, caso seja aprovado nos exames médicos, estão mais para compor o grupo do que para fazer a diferença.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1356745

terça-feira, 16 de agosto de 2016

América-MG: O América jogou mais preocupado em não perder do que em ganhar do Fluminense. Ainda assim, sofreu gol em contra-ataque devido a erro de Jonas na cobrança de falta

Avacoelhada

O América jogou mais preocupado em não perder do que em ganhar do Fluminense. Ainda assim, sofreu gol em contra-ataque devido a erro de Jonas na cobrança de falta. Apesar de Leandro Guerreiro ser criticado por alguns torcedores, sem ele, o time americano perdeu qualidade na troca de passes. Claudinei desarmou pouco e acertou poucos passes. Juninho e Pablo erraram os complementos das jogadas. A transição ficou comprometida sem o apoio de Jonas e Danilo, com a ineficiência dos volantes e a falta de um articulador com poder criativo. Matheusinho e Osman ficaram isolados pelos lados, e Michael, sozinho no centro. Osman continuou ineficaz na construção das jogadas e nas finalizações. Se a proposta de jogo for defensiva, não adianta escalar um centroavante definidor, dependente da armação dos meias e dos cruzamentos dos laterais pela linha de fundo.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1356247