quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

América-MG: Euler foi o volante das categorias de base desde o pré-infantil até o júnior. Neste último ano do sub-20, disputou 26 jogos e foi o artilheiro do time, com seis gols marcados

Avacoelhada
Euler foi o volante das categorias de base desde o pré-infantil até o júnior. Neste último ano do sub-20, disputou 26 jogos e foi o artilheiro do time, com seis gols marcados. Mesmo assim, não teve o contrato renovado. O limite máximo da avaliação, de acordo com o histórico de desempenho, sobre a possibilidade da promoção para o profissional deveria ser feito quando o atleta em formação completar 19 anos. Se fosse aprovado, o jogador seria opção para os juniores e para a equipe principal. Em caso de reprovação, perderia a condição de titular para outro atleta com mais potencial de aproveitamento. A parceria com o Guarani poderá ser importante, porém, a análise dos selecionados deve ser bem precisa a fim de evitar utilizar em Divinópolis quem tem condições de ser aproveitado no Lanna Drumond. Amanhã, Avacoelhada Sonora, às 15h, no Matriz.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1408740

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

América-MG: “O América não para, está sempre em movimento”. Uma “onda verde” tomou conta do Lanna Drumond no sábado passado.

Avacoelhada
“O América não para, está sempre em movimento”. Uma “onda verde” tomou conta do Lanna Drumond no sábado passado. Sócios-torcedores, divididos em seis equipes, disputaram partidas de futebol nos campos do centro de treinamento. A participação das americanas foi uma das novidades. Andrea Vieira, Alícia Yoconda e Daniela Rangel comprovaram a viabilidade do futebol feminino e jogaram mais do que alguns sócios, entre eles Guilherme Chaves, reserva do Braulinho. Em 2017, provavelmente o número de torcedoras será maior, com possibilidades de formar pelo menos dois times. A dupla de torcedores estrangeiros presentes no evento foi formada pelo mexicano Sinuhe e pela guatemalteca Alícia – favor não confundir com Alice, zagueira artilheira do profissional idolatrada pelo Ronaldo Rex2. A confraternização foi bastante elogiada pelos participantes.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1408378

domingo, 4 de dezembro de 2016

América-MG: Quando o Planeta América estiver pronto, a meta de aproveitamento das categorias de base deverá ser próxima dos 100%.

Avacoelhada
Victor Emiliano e Pilar, atletas do sub-20 que vão disputar a Copa São Paulo em 2017, foram relacionados por Enderson Moreira para enfrentar o Santos. A simples presença entre os relacionados é importante para começar a ambientação profissional. Emiliano desempenha várias funções no meio campo ou até na lateral esquerda. Pilar é atacante e está no Coelhãozinho desde agosto. Na partida contra o Santos, talvez Jori ou Glauco seja o goleiro. Messias e Roger deverão formar a dupla de zaga. Christian, Renato Bruno, Xavier e Zé Ricardo são opções para o meio, e Bruno Sávio para o ataque. Quando o Planeta América estiver pronto, a meta de aproveitamento das categorias de base deverá ser próxima dos 100%. Na próxima quinta-feira, a partir das 15h, Avacoelhada Sonora no Matriz Casa Cultural, rua dos Guajajaras, 1.353. Ingressos a R$ 10 na portaria.


http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1407653

sábado, 3 de dezembro de 2016

América-MG: o custo-benefício da manutenção de Euler seria mais vantajoso, e as possibilidades de evolução do prata da casa, com sete anos de base, maiores.

Avacoelhada
Leandro, sempre Guerreiro, despediu-se da torcida americana no jogo contra o Sport. Ao capitão, o nosso reconhecimento de profissional comprometido com a equipe. Com o fim do ciclo do Guerreiro no América, o de outro volante deve ser iniciado. O contrato do Juninho termina em dezembro, e a diretoria americana manifestou interesse na renovação, mas, para a permanência em 2017 ser compensadora, o jogador vai precisar aumentar o rendimento. No Brasileirão, destacou-se mais pela voluntariedade do que pela produtividade. Apesar da grande movimentação, desarmou menos que Leandro Guerreiro. Talvez o desempenho seja melhorado se for orientado para jogar mais bem posicionado, sem avançar tanto. Ainda assim, o custo-benefício da manutenção de Euler seria mais vantajoso, e as possibilidades de evolução do prata da casa, com sete anos de base, maiores.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1407262

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

América-MG: Osman poderá evoluir, caso seja escalado mais avançado, sem posição fixa no ataque e com mais precisão nas conclusões.

Avacoelhada
Embora a permanência de Osman em 2017 seja bastante contestada pela maioria da torcida americana, talvez seja uma aposta válida dos responsáveis pelas decisões sobre o futebol no América. A primeira condição a ser analisada é o custo-benefício. O valor a ser pago à Luverdense pela liberação do atleta e o salário do jogador devem ser compensadores e de acordo com o padrão americano de fazer mais com menos. Na parte técnica, erros de posicionamento, ineficiência nas finalizações e queda de rendimento no segundo tempo foram alguns defeitos demonstrados durante o Brasileirão. Inexperiência em competições da primeira divisão e recuo excessivo a fim de colaborar na marcação são atenuantes para o desempenho abaixo do desejado na Série A. Poderá evoluir, caso seja escalado mais avançado, sem posição fixa no ataque e com mais precisão nas conclusões.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1406722

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

América-MG: Muitos americanos consideram a Chapecoense referência administrativa para ser seguida pelo América

Avacoelhada

Muitos americanos consideram a Chapecoense referência administrativa para ser seguida pelo América. Apesar dos orçamentos semelhantes, o time catarinense permaneceu na primeira divisão, desde quando subiu há três anos, e pela primeira vez disputaria o título da Sul-Americana. Coincidentemente, de acordo com Wellington Paulo, Fabrício e Emerson, o diretor de futebol Cadu Gaúcho foi um dos volantes do Coelhão em 2001. Kempes sempre foi lembrado por grande parte da torcida como possível reforço. Além de artilheiro, Kempes cobrava dos companheiros alto comprometimento para lutar pelas vitórias. Cleber Santana foi sugerido por mim ao Salum e Alexandre Faria, na gestão anterior, e ao Euler na atual. Seria o veterano, estilo Marco Antônio Boiadeiro, para chamar a responsabilidade e comandar o ritmo do jogo. Aliás, Boiadeiro detestava viajar de avião.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1406268

terça-feira, 29 de novembro de 2016

América-MG: Messias e Roger provaram que poderiam ter sido utilizados mais vezes.

Avacoelhada
O time americano foi bastante competitivo contra o Sport. Messias e Roger provaram que poderiam ter sido utilizados mais vezes. Inexplicavelmente, ficaram ausentes até entre os reservas nos coletivos. Ainda não estão prontos, mas com a sequência de jogos estariam mais bem preparados. Roger participou de duas jogadas de gols, um deles invalidado. Christian teve dificuldades no primeiro tempo, mas se firmou no segundo. O estágio na lateral é importante, porém será mais produtivo no meio campo. Danilo foi o destaque pelo gol marcado e pela força de vontade demonstrada enquanto jogou. Ernandes, Juninho, Tony, Osman e Michael também foram bastante esforçados, porém precisam ser mais produtivos e eficientes. Talvez tenha sido a última partida de Michael pelo América na Arena do Coelhão. O contrato de Ernandes termina em 2017, porém deve ser reavaliado.

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/a-voz-da-arquibancada/a-voz-da-arquibancada-1.1405205